Universo da Espiritualidade
xMudras para a saúdeMudras Para Atrair RiquezaMudras de ProteçãoMudras Conexão Divina
xManual de MudrasBotânica Medicinal e místicaProsperidade Através dos MantrA Natureza Contra a DepressãoLOJA
xPaz de EspíritoMeditação de Cura
xMantras de CuraMantras para a ProsperidadeMantras para Meditação
xTerapias HolísticasTerapias ChinesasEFTTécnica KarunaReiki
xCuraProteçãoPerdãoProsperidade
xSímbolos de ProteçãoSímbolos de CuraSímbolos de Prosperidade
xBotânica OcultaBotânica Medicinal
xCorpo mente e alma
xTerapias dos Chakras
Terapias>Terapias Holísticas>A IMPORTÂNCIA DA COLUNA VERTEBRAL NO NÍVEL ESPIRITUAL E TÉCNICAS PARA MANTÊ-LA SAUDÁVEL E LIVRE DE BLOQUEIOS

A IMPORTÂNCIA DA COLUNA VERTEBRAL NO NÍVEL ESPIRITUAL E TÉCNICAS PARA MANTÊ-LA SAUDÁVEL E LIVRE DE BLOQUEIOS

 

 

A COLUNA VERTEBRAL É A FONTE DE TODA A NOSSA ENERGIA ESPIRITUAL

 

Sede dos principais meridianos de energia, chakras e neurônios, a medula espinhal define a qualidade de nossas vidas. No ventre de uma mãe, a coluna vertebral é a primeira coisa que é formada.

 

 

De um ponto de vista físico, a coluna vertebral é um importante canal para todos os estímulos corporais que são transferidos através dos nervos para o cérebro. É parte de nosso sistema nervoso central, juntamente com o cérebro. Mas também em um nível espiritual, a coluna vertebral é a fonte de toda a nossa energia. É onde se encontram os três principais canais de energia ou nadis em nosso corpo.

 

 

A partir da base da coluna, os nadis Ida e Pingala movem-se em espiral como a hélice do DNA, cruzando cada chakra ou portal de energia. O terceiro nadi, Sushumna é o canal central de energia no corpo humano, que vai da base da coluna até o alto da cabeça e transporta a energia Kundalini, a força primordial evolutiva em seu interior.

 

 

Os sete chakras principais, por outro lado, estão localizados na intersecção da Ida, Pingala e Sushumna. Esses chakras definem o nosso crescimento espiritual, a nossa natureza, pensamentos e assim por diante.

 

 

A coluna vertebral é referida como Meru Danda, em sânscrito, onde Meru também significa a montanha sagrada Meru da mitologia hindu, que foi considerado o eixo da Terra, tendo todo um sistema solar girando em torno dele. Em outras palavras, a coluna vertebral é o eixo para o corpo humano, que atua como um elo de ligação entre a terra e o céu.

 

SACRO, O CENTRO DA GRAVIDADE

A coluna tem cinco partes diferentes: cervical, torácica, lombar, sacro e cóccix. Entre esses, o mais significativo é o sacro. Situa-se na base da coluna vertebral e une as metades superior e inferior do corpo. Judith Harris em seu livro, “Jung e yoga: A conexão corpo psique”, disse: ”O centro de gravidade está localizado na parte superior do sacro, o que faz do sacro o ponto focal de nossa relação com o chão, com o corpo, e com a nossa realidade humana.”

                                                                                                                                                                    

        

               PARTES DA COLUNA                                                      SACRO

 

 

À medida que a gravidade passa através de nosso corpo da cabeça até os joelhos e os pés, o sacro atua como um centro crucial para o fluxo de energia em direções opostas. Harris acrescentou: “A gravidade vai puxar os pés para o chão, dando-nos a âncora que precisamos para viver no mundo.

 

Em Hatha yoga, o sacro é considerado um osso sagrado, porque literalmente liga a metade inferior do nosso corpo à metade superior. Ele é visto como um ponto de transformação, onde a união do superior e do inferior, do acima e do abaixo, do divino e do humano ocorre.

 

O fato da maioria de nós estar sofrendo de dor lombar é por negligenciar esta área e por  estarmos desconectados do centro de nós mesmos. Aqui está uma meditação  simples para manter sua coluna saudável, livre de bloqueios e com uma ligação saudável na transmissão dos neurônios.

 

A meditação também nos obriga a manter a nossa coluna reta e alinhada com a cabeça e o pescoço, para experimentar as metas estabelecidas no início de uma meditação. Portanto, assegurar uma postura adequada para o fluxo ininterrupto do Prana em nosso corpo é uma obrigação.

 

Ativando a Coluna com Meditação

“Você é tão jovem quanto a sua espinha é flexível.” (Joseph Pilates).

 

Isto é totalmente válido, uma vez que a nossa idade não é definida pelo número de anos que se passaram no plano material, mas se baseia no uso e desgaste dos vários órgãos do corpo, da capacidade de nossas células de se regenerararem e nos manterem maleáveis e flexíveis.

 

Com a ajuda da yoga e meditação, o processo de envelhecimento pode ser revertido.  A meditação para a coluna pode levar a uma vida saudável e equilibrada, com um fluxo ilimitado de Prana em nosso sistema.

 

Abaixo está um procedimento passo-a-passo para se dar início à meditação para a coluna:

 

Passo 1: Sente-se confortavelmente em uma cadeira ou no chão em uma postura fácil, com as costas eretas e de preferência longe da parede. Traga suas mãos em Merudanda Mudra:

 

 

Dobre todos os seus dedos em direção a palma da mão, mantendo apenas o seu polegar reto, apontando para o céu numa posição de polegar para cima. Coloque as mãos em mudra sobre sua coxa e permaneça assim por um tempo.

 

Passo 2: Feche os olhos e traga a atenção para a sua respiração. Sinta a respiração tocando as pontas de suas narinas, passando pelas cavidades nasais para os pulmões, o diafragma, abdômen e todo o caminho para fora.

 

Passo 3: Gradualmente mova a sua atenção para a coluna vertebral e a visualize. A estrutura longa com curvas e vértebras. A coluna vertebral será facilmente visível em sua perfeita forma. Olhe para a sua coluna como um observador e mova suavemente sua consciência para cima e para baixo, analisando as curvas da coluna vertebral.

 

 

Passo 4: À medida que você move a sua atenção na coluna vertebral, reconheça um filamento  ou o cordão de prata no centro da coluna vertebral, partindo da base da coluna até a sua extremidade. Este cordão é o sutratma ou o fio da vida, que nos conecta com nosso eu superior, alcançando-nos em nosso corpo físico. Além disso, ele conecta todos os nossos corpos em conjunto, começando pelo corpo físico para o corpo etérico, para o corpo astral e assim por diante.

 

 

 

Passo 5: Continue visualizando este fio de prata e a senti-lo se iluminando, até preencher ainda mais seu corpo inteiro com uma nova elevação de energia. O cordão de prata remove quaisquer bloqueios em sua coluna a partir da luz emitida por ele, assim como ele cura todas as obstruções no livre fluxo do prana ou da força da vida, deixando-o energizado e recarregado.

 

Mantenha-se em meditação pelo o tempo que quiser e recarregue-se completamente. Com a prática regular, a visualização da coluna, do cordão de prata e da luz se torna mais fácil e rápida.

 

A coluna vertebral é o eixo no qual o corpo humano gira. Mantendo o seu eixo maleável, saudável, flexível e hidratado, você colherá benefícios a longo prazo, tanto material como metafisicamente. Mas é importante manter uma boa postura e praticar esta meditação como e quando puder.

 

Namastê!

Nina Greguer

Fonte: fractalenlightenment

Tradução: Cida Pereira

 

Se você gostou deste artigo poderá gostar de nosso Curso Completo de Mudras: Clique no livro abaixo: