Universo da Espiritualidade
xMudras para a saúdeMudras Para Atrair RiquezaMudras de ProteçãoMudras Conexão Divina
xManual de MudrasBotânica Medicinal e místicaProsperidade Através dos MantrA Natureza Contra a DepressãoLOJA
xPaz de EspíritoMeditação de Cura
xMantras de CuraMantras para a ProsperidadeMantras para Meditação
xTerapias HolísticasTerapias ChinesasEFTTécnica KarunaReiki
xCuraProteçãoPerdãoProsperidade
xSímbolos de ProteçãoSímbolos de CuraSímbolos de Prosperidade
xBotânica OcultaBotânica Medicinal
xCorpo mente e alma
xTerapias dos Chakras
Cura espiritual>Corpo mente e alma>DESCUBRA QUAL O SEU SIGNO CELTA E QUAL A BENÇÃO RECEBIDA

DESCUBRA QUAL O SEU SIGNO CELTA E QUAL A BENÇÃO RECEBIDA

 

 

O povo Celta foi uma das maiores civilizações do passado, e na atualidade é considerada como referência no mundo mágico e espiritual. Este povo possuía grande intimidade com a natureza e grande conhecimento sobre as mudanças climáticas (estações do ano). Um povo que tinha grande conhecimento sobre o mal e que costumava usar amuletos, talismãs e as energias das plantas para criar um círculo de poder e defesa.

 

 

 

Vamos entrar neste mundo mágico e conhecer um pouco das tradições e previsões que podem influenciar a época atual:

 

Cabra Mítica (Sidellu Gwynder) - 01 de janeiro a 22 de janeiro

ATRAÇÃO E MAGNETISMO: Para os celtas o Sidellu Gwynder (meio do inverno) era considerado bonito e abençoado. Seu significado é “brancura giratória”. Nesse período a lendária Cabra-Veado Celta, podia ser vista correndo em volta das sete montanhas de Ascot sobre uma lua azul. As pessoas que nascem sob o Sidellu Gwynder, recebem a bênção da prosperidade, agilidade e visão muito clara sobre assuntos a resolver.

 

 

Flocos de Neve (Imbolc): 23 de janeiro a 13 de fevereiro:

BELEZA E LUZ: A mais amada das deusas Celtas - Brígida foi adotada pelos Celtas Cristãos como Santa Brígida e sua festa têm o nome de Imbolc – Festival das Luzes. Senhora de inspiração brilhante, Brígida era a musa dos Bardos Celtas. Aqueles que nascem sob Imbolc, recebem a benção da beleza e da pureza.

 

 

Galgo, (Cwn Annan) - 14 de fevereiro a 8 de março:

MISTÉRIO E INTREPIDEZ: As lendas populares Celtas do célebre Mabinogion descrevem estes cães (Cwn Annan), de os animais que animam  as noites frias, pulando através do céu, numa divertida e comovente caçada selvagem. Em Gales, dizia-se que apareciam de repente na véspera do dia de St. David. Aqueles que nascem sob este signo, recebem a benção da alegria e da felicidade.

 

 

Cisne (Alban Eiler) - 9 de março a 31 de março:  

ELEGÂNCIA E EQUILÍBRIO: O equinócio da primavera (Alban Eiler), também chamado Florescência, fazia parte das cinco estações Celtas. Alban Eiler celebra o espírito jovem da nova vida aquecida pelo sol de março, em uma dança de equilíbrio e magia, como um Cisne que desfila por entre as águas. Aqueles que nascem sob Alban Eiler, recebem a benção da graça e elegância.

 

 

Sete estrelas (Twr Tewdws) - 01 de abril a 23 de abril:

ESPÍRITO DA MAGIA: A ascensão de Twr Tewdws (as plêiades) marcava as “chuvas de Abril”, de grande significado para agricultura antiga. Estas sete estrelas, conhecidas como as sete sacerdotisas, eram um ponto de convergência da Magia Celta, representando os sete planetas conhecidos pelos seus ancestrais. Os indivíduos TWr Tewdws, recebem a benção da integridade e espírito livre. 

 

Dragão (Beltane) - 24 de abril a 16 de maio:

PODER DA TERRA: Este período celebra o Deus Celta Beltane, que significa “fogo brilhante”, que marca o retorno do sol. A fogueira da noite de Maio desperta o dragão adormecido da energia da terra, garantindo fertilidade para a colheita e para o gado. Poder e vitalidade são as bênçãos dos nativos deste signo.

 

 

Fadas (Sidhe / povo das fadas) - 17 de maio a 8 de junho:

ENCANTAMENTO E MAGIA: O povo das fadas, chamado Sidhe pelos Celtas, pode ser percebido como luzes fracas durante o crepúsculo, nesta época. Os nativos de Sidhe, são abençoados com encantamento e segunda visão.

 

 

Sol (Heulsaf Yr Haf) - 9 de junho a 1 de julho:

PROSPERIDADE E LONGEVIDADE: Com o Sol no seu ponto mais alto, o verão começa gloriosamente. Os druídas que vivem atualmente ainda se reúnem na pedra Hele de Stonehenge, no solstício de verão  (Heulsaf Yr Haf), para ver o nascer do sol, relembrando um antigo ritual celta e celebrando o dia mais longo do ano. Os nascidos sob este signo recebem a benção da prosperidade e otimismo.

 

 

Estrela (Ser Kai) - 2 de julho a 24 de julho:

DETERMINAÇÃO E PERSEVERANÇA: Para os celtas, Ser Kai (estrela Sirius) assinalava as semanas que recebiam o abraço do sol oferecendo os dias mais quentes do ano, quando a “Estrela Cão” aparece com o sol. Uma rima antiga promete: Dias de Cão brilhantes e claros, indicam um ano feliz. As pessoas de Ser Kai (Encantadas no verão) recebem a benção do poder interior e fogo interno.

 

 

Espada de Luz (Lughnasagh) - 25 de julho a 16 de agosto:

INTUIÇÃO  E VISÃO: Os Celtas celebravam a festa do Deus do Sol  (Lugh). Na festividade da celebração da colheita, a Espada de Luz (Lugh) ceifa o primeiro grão dourado. Os nascidos em Lughnasagh recebem a benção da intuição e habilidade artística.

 

 

Árvore (Mourie): 17 de agosto a 8 de setembro:

CURA E SAÚDE: O Santo irlandês (Maerubba) foi missionário nas terras altas da Escócia, onde os pagãos o aceitaram como mantenedor local. As árvores eram sagradas para os druidas, que cultuavam nos bosques sagrados (Nemed). A árvore de adoração Celta era parte do culto da árvore (Mourie) e das sagradas e bem distribuídas águas medicinais. Os nascidos nesta época recebem a benção da habilidade da cura e afinidade com a natureza.

 

 

Veado (Alben Elfeld) - 9 de setembro a 1 de outubro:

FORÇA E BRAVURA: No  equinócio de outono (Alban Elfed), o dia e a noite são de igual tamanho e o veado simboliza a sobrevivência da natureza através dos improdutivos meses de inverno. Para os celtas, este poderoso animal era o totem do deus com chifres (Cernunnos) e do mago Merlim. As pessoas que nascem no equinócio recebem a benção da dignidade, força e persistência.

 

 

Serpente (Amonite) - 2 de outubro a 24 de outubro:  

SABEDORIA E ESPIRITUALIDADE: A Keyne  a filha do rei gaulês Brychan, com sua prece tem o poder de transformar em pedra as cobras venenosas. Foi ela que trouxe a nascente cristandade para uma terra infestada de serpentes venenosas. A serpente é um importante símbolo mágico na Mitologia Celta, sendo a sua imagem encontrada em muitas esculturas e joalheria sacra. Os nascidos sob este signo recebem a benção da boa fortuna e sabedoria

 

 

Corvo (Samhain) - 25 de outubro a 16 de novembro:

VISÃO E PREVISÃO: Os celtas celebravam a noite do ano novo em 31 de outubro, uma noite de magia sobrenatural, quando os espíritos de seus ancestrais aparecem aos aldeões em festa. O festival sobrevive até hoje muito conhecido nos dias atuais como Halloween. Os nascidos sob este signo recebem a benção da imaginação e poder.

 

 

Pentagrama Hop Tu Naa - 17 de novembro a 9 de dezembro:

HABILIDADE MÁGICA: As crianças da ilha de Man ainda cantam, hoje em dia, neste festival Celta: Jinny o Squinney veio sobre a casa: Hop Tu Naa. Um Squinny é uma feiticeira, cujos poderes mágicos eternos tomam forma no pentagrama. Os indivíduos de Hop Tu, recebem a benção da habilidade mágica e firmeza de caráter.

 

 

Lua (Heulsaf Y Gaeaf) - 10 de dezembro a 31 de dezembro:

CARISMA E ALTRUISMO: No solstício de inverno (Heulsaf Y Gaeaf), os druídas juntavam o visco sagrado no sexto dia do ciclo lunar. Ainda hoje é celebrada a lenda do visco – um símbolo da lua cheia no Natal. Os nascidos sob Heulsaf Y Gaeaf recebem a benção do carisma e magnetismo.

 

 

Namastê!

Ester de Susan