Universo da Espiritualidade
xMudras para a saúdeMudras Para Atrair RiquezaMudras de ProteçãoMudras Conexão Divina
xManual de MudrasBotânica Medicinal e místicaProsperidade Através dos MantrA Natureza Contra a DepressãoLOJA
xPaz de EspíritoMeditação de Cura
xMantras de CuraMantras para a ProsperidadeMantras para Meditação
xTerapias HolísticasTerapias ChinesasEFTTécnica KarunaReiki
xCuraProteçãoPerdãoProsperidade
xSímbolos de ProteçãoSímbolos de CuraSímbolos de Prosperidade
xBotânica OcultaBotânica Medicinal
xCorpo mente e alma
xTerapias dos Chakras
Meditação>Meditação de Cura>MEDITAÇÃO: A QUEM JULGAMOS?

MEDITAÇÃO: A QUEM JULGAMOS?

 

A cada um foi dado o controle de sua própria vida. Encontrar perdão é entender que, não podemos julgar, pois, estamos impondo sobre nós a mesma condição.

 

Podemos estar no caminho certo, mas achar que o nosso caminho é o único certo é prepotência. Jamais podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia.

 

 

 

 

Podemos andar por horas negras da vida, podemos enfrentar o medo, o frio e a dor, mas ainda que sejamos vencedores e ninguém quis julgar nossas ações, isso não nos dá créditos para sermos juízes, a nossa missão enquanto ser humano é amar ao outro fraternalmente.

 

 

 

 

 

Existiu um único Mestre, com Doutorado em Amor, que não impôs leis, mas pediu docemente “Ama teu próximo com a ti mesmo” e completou com suavidade, “Não julgarás, para que não lhe caia julgamento sobre ti”.

  

 

 

Existem pessoas que se acostumam com seus próprios erros e os esquecem em pouco tempo. Confundem seus defeitos com virtudes, e passam a enxergam nos outros somente defeitos. 

 

 

"Antes de julgar, busca entender o próximo e compadece-te, para que a tua palavra seja uma luz de fraternidade no incentivo do bem.

 
E, acima de tudo, lembra-te de que amanhã, outros olhos pousarão sobre ti, assim como agora a tua visão se demora sobre os outros.
 
 
Então, serás julgado pelos teus julgamentos e medido, segundo as medidas que aplicas aos que te seguem."
 
(ANDRÉ LUIZ  - De “Comandos do Amor”, de Francisco Cândido Xavier)

 

 

Namastê!

Equipe Universo da Espiritualidade

 

 

Querido Irmão de jornada,  se você gostou deste artigo e deseja saber mais sobre técnicas e terapias de cura, clique no livro abaixo: