Universo da Espiritualidade
xMudras para a saúdeMudras Para Atrair RiquezaMudras de ProteçãoMudras Conexão Divina
xManual de MudrasBotânica Medicinal e místicaProsperidade Através dos MantrA Natureza Contra a DepressãoLOJA
xPaz de EspíritoMeditação de Cura
xMantras de CuraMantras para a ProsperidadeMantras para Meditação
xTerapias HolísticasTerapias ChinesasEFTTécnica KarunaReiki
xCuraProteçãoPerdãoProsperidade
xSímbolos de ProteçãoSímbolos de CuraSímbolos de Prosperidade
xBotânica OcultaBotânica Medicinal
xCorpo mente e alma
xTerapias dos Chakras
Plantas>Botânica Oculta>TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE BANHOS E ERVAS

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE BANHOS E ERVAS

 

 

 

Importante componente em tratamentos espirituais, os banhos de ervas já eram usados pelos povos antigos para as mais variadas finalidades, mas especialmente com dois objetivos principais:

Eliminar vibrações negativas: banhos de descarrego.

Adquirir vibrações positivas: banhos de energização.

 

Banhos de descarrego

O banho de descarrego serve para limpar o campo magnético e eliminar larvas astrais que se fixam magneticamente na aura, fazendo dessa forma, uma limpeza total das baixas vibrações.

Na Terra existe abundância de energias negativas, (força gerada pelo somatório de energias físicas, emocionais e mentais de duas ou mais pessoas quando se reúnem com qualquer finalidade) cria larvas astrais, miasmas e toda sorte de vírus espirituais, que vão se aderindo a aura das pessoas. Por mais que haja vigilância de nossa parte, quando ocorre uma baixa vibratória, somos atraídos por essa Egrégora, podendo adquirir distúrbios psíquicos e doenças ou obssessões.

 

 

O banho de descarrego varia de acordo com os fluídos negativos acumulados por uma pessoa. O banho de descarrego com ervas deve ser tomado após o banho rotineiro, de preferência com sabonete neutro ou de côco.

Um banho de descarrego não deve ser jogado brutalmente pelo corpo e sim suavemente, com o pensamento voltado para as falanges que vibram naquelas ervas ali contidas.

 

 

Existem banhos de descarrego que são comprados prontos, mas não são recomendados pois muitos não são preparados com a atenção necessária. O banho verdadeiramente eficaz deve ser preparado com ervas frescas. Caso contrário, não há efeito positivo e/ou completo. Assim, as ervas apropriadas devem ser, preferencialmente, frescas, verdes, pois as secas ou desidratadas já perderam a maior parte de suas propriedades vibratórias positivas. No seu preparo, as ervas não devem ser cozidas, mas maceradas com água e deixadas em repouso por uns 30 minutos antes de serem usadas.

 

Após um Banho de Descarrego é aconselhável que se tome algum Banho de Energização.

 

Ervas de descarrego em geral: alecrim, aroeira, arruda, folha de fumo, guiné, levante, palha de alho, pinhão roxo, alfavaca, sabugueiro, coentro, folha de café, folha de limão.

 

O banho de fixação serve para firmar no campo magnético todas as correntes vibratórias benéficas, ajudando a equilibrar o indivíduo. No médium, aumenta a capacidade receptiva do aparelho mediúnico, já que os chacras são desobstruídos, sendo de grande importância para a manutenção dos corpos sutis.

Embora se utilize elementos materiais, os banhos vão além do corpo físico, uma vez que a contraparte etérica será depositada sobre a aura, os chacras e o corpo astral que receberam diretamente o éter vital, bem como a parte astral dos elementos densos.

 

O banho de descarrego deve ser tomado sempre do pescoço para baixo e o de energização no corpo todo, incluindo a cabeça.

 

Após o banho, não se deve esfregar a toalha no corpo, pois isso cria cargas elétricas que podem anular total ou parcialmente os efeitos do banho.

 

Os banhos naturais são aqueles provenientes da natureza como banho de mar, de cachoeira e de chuva.

 

Banho de sal grosso

 

 

Este é o banho mais comumente utilizado, devido à sua simplicidade e eficiência. O sal grosso é excelente condutor elétrico e “absorve” muito bem os átomos eletricamente carregados de carga negativa, que chamamos de íons. Como em tudo há a sua contraparte etérica, a função do sal é também tirar energias negativas aderidas na aura de uma pessoa. Então este banho é eficiente neste aspecto, já que a água em união como o sal “lava” toda a aura.

 

O preparo deste banho é bem simples: após um banho normal, banhe-se com uma mistura de um punhado de sal grosso em água morna ou fria. Este banho é feito do pescoço para baixo, não lavando os dois chacras superiores (coronário e frontal).

Este banho é apenas o banho introdutório para outros banhos ritualísticos. Assim, depois do banho de descarrego, faz-se necessário tomar um banho de energização, já que além das energias negativas, também descarregaram-se as energias positivas, ficando a pessoa desenergizada.

Este banho não deve ser realizado de maneira intensiva (todos os dias ou uma vez por semana, por exemplo), pois ele realmente tira a energia da aura, deixando-a muito vulnerável.

 

Banhos de energização

Seu principal efeito é ativar e revitalizar as funções psíquicas. Este banho reativa os centros energéticos e refaz o teor positivo da aura.

 

Ervas para energização: rosas em geral, alfazema, erva cidreira, jasmim, colônia, camomila, folhas de mangueira, folhas de abacateiro, folhas de romã, canela, folhas de cajá, folhas do bambu.

 

Namastê!

Nina Greguer

Fonte: tungracas

 

Querido Irmão de Jornada, se você gostou desse artigo poderá gostar de nosso Manual de Botânica Oculta  e medicinal. Clique no livro abaixo.